Não crer?

|3:45|

Por Pedro Freire

Ser ou não ser?
Crer ou não crer?
Seguir o cliché
que me ensinaram,
Sem ver?

Na madrugada transformo
A certeza genética,
Pela dúvida metódica,
Em dúvida vital

Dúvida vital, sim
Pois não sei viver com tal
Indecisão, que me cerca
E me rodeia, a Indecisão.

Dúvida vital, sim
Pois não sei mais
Continuar no antigo modo
Nem sei mudar ao novo

Veja, estou estagnado
Num mundo de nadas
Que tudo me perguntam
E tudos que nada me dizem
Não sei pra onde correr
Mas corro, estagnado

Em vão, corro
Corro da verdade,
E – finjo que tento, – da mentira
Mas não sei pra que lado vou
E desconheço aquele que poderia
Me mostrar um caminho

N’Ele, crer ou não crer?
Não me parece uma escolha
Mas insisto nisso pensar
Talvez buscando refúgio
À covardia de meu ser
                [Ou não ser?

O desconheço,
Mas já O conheci
Quando a vida era pura excelência
Tola, a inocência me acariciava
E, ainda secreta,
A Vontade de Potência
Já rugia dentro de mim,
Como um cordeiro manso

Hoje rugir ainda faz parte
Hoje Vontade de Potência
Se mantém, sempre se mantém
Mas o cordeiro
E a inocência
Me deixaram
Me deixaram só
Eu e minha mente indecisa, sós

Quem dera me mantivesse
Na inocência dos cegos que creem
Cegamente no pastor

Antes fosse a ovelha acariciada
E alegre ao pasto
Que o que vê,
Como O Portador da Luz
Que foi jogado à escuridão,
E não se contenta com a visão, afinal,
“Quem come do Fruto do Conhecimento
Sempre é expulso de algum paraíso”

Pois perceba,
Que o começo é sempre igual
E a conclusão é sempre a mesma
E toda madrugada se repete, igual

Ser covarde é a única
Certeza, por não aceitar
A maior incerteza
Já provada em mil alvoradas

      [Então sei que sim,
        a aceito, mas não, não
         posso deixar de crer,
          me nego]

Troquei um cordeiro obediente
Por um corvo insolente
consigo mesmo
e se enganando,
novamente, mente
Que será?
Crer ou não crer?
Talvez a próxima madrugada irá dizer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s